quarta-feira, 19 de Agosto de 2009

Redes de Detecção de Trovoadas


"EUCLID" - representa a colaboração entre centros nacionais de redes de detecção de descargas eléctricas atmosféricas no sentido de monitorizar a Europa.
Cooperação Europeia para a detecção de descargas eléctricas atmosféricas:
http://www.euclid.org/index.html
Visualização em tempo real de descargas eléctricas atmosféricas:
Centros coordenadores de dados de descargas eléctricas atmosféricas:
As acções "COST" fazem parte de um programa intergovernamental europeu para a cooperação na ciência e tecnologia, permitindo uma coordenação de investigação científica financiada a nível Europeu.
Cooperação Europeia na Ciência e Tecnologia:
http://www.cost.esf.org/
A física das trovoadas e os seus efeitos:
http://www.cost.esf.org/domains_actions/mpns/Actions/Lightning_Flash
Desenvolvimento do projecto da física das trovoadas e seus os efeitos:
http://www.costp18-lightning.org/

Electrometeoros

Por definição, um electrometeoro é um fenómeno que mostra de forma visível ou audível a electricidade do ar, pertencendo à classe dos meteoros. O termo meteoro refere-se a qualquer fenómeno observado na atmosfera ou na superfície do globo, incluindo precipitação ou depósito de partículas líquidas ou sólidas ou ainda fenómenos ópticos ou eléctricos. Alguns exemplos de electrometeoros: a trovoada, o fogo de S.Telmo e a aurora polar. A formação de trovoadas é consequência de um conjunto de condições, entre as quais se destacam: instabilidade da atmosfera, elevado conteúdo de humidade e mecanismos que obriguem o ar húmido a subir. A classificação das trovoadas está relacionada com o tipo de movimento vertical que desencadeia a instabilidade: convectivo, orográfico ou frontal.